quinta-feira, 13 de novembro de 2014

048 O Homem de Buenos Aires

Scan by Kuro
Download : KuroScan HD ~
Scan alternativo no HQPoint



10 comentários:

  1. Obrigado por mais esta edição. Ela é bem especial.Porque tem aspectos de lembrança de um passado trágico de nossa latinoamérica, sobre a operação condor, sobre o período das ditaduras militares fascistas, que muito tem a ver com o que ocorreu no Brasil. Bom final de semana a voce

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hm, vc tem razão.
      Esta história poderia se chamar "O Homem de São Paulo / Rio de Janeiro / Porto Alegre / etc etc".
      Sabe-se lá quantos malucos traumatizados foram criados pelas situações que viveram, ou quantos "escondidos" aprontaram muito durante este período e depois fugiram para os "paises amigos".
      Abs

      Excluir
  2. E... porque não do Porto, de Braga, ou de outra qualquer cidade Portuguesa. Infelizmente o nosso país também viveu os horrores do fascismo. Mas tudo que é mau termina quando O POVO assim o quer. Ainda era miúdo quando ouvi pela primeira vez uma frase que até hoje me acompanha, " O Povo unido jamais será vencido". Viva a democracia e acima de tudo nós, o povo, como dizemos o mexilhão. Obrigado pelo scan e bom final de semana (como dizem vocês). Abraços fraternos deste vosso amigo Portuga, força Brasucas a vida é sempre em frente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Portuga !
      Aqui tb temos a frase "O povo unido jamais será vencido" , e o "mexilhão" aqui é chamado de "marisco", de resto é tudo igual em qqer parte do mundo.
      Para quem não conheçe sugiro ler, de George Orwell, "Animal Farm" ( no Brasil virou "Revolução dos Bichos" ) ; lá tem a frase que gosto muito "Todos homens são iguais, mas alguns são mais iguais do que os outros".
      Abs

      Excluir
    2. Aqui nós chamamos a revolução dos porcos, sobre o mexilhão, (vulgo povo). Conheci um velhote na altura da nossa revolução, que dizia: " Estás a ver esta garrafa, nós estamos no meio, vire ela para onde virar, estamos sempre fodidos...". O homenzinho já morreu e nós continuamos a ser fodidos. Somos pequeninos, como o mexilhão, mas nunca baixaremos os braços.

      Excluir
    3. O mexilhão sempre leva a pior.
      Entra governo e sai governo e muito pouco muda.
      Costumo dizer que votamos contra os que estão roubando e acabamos colocando no lugar os que querem roubar.
      O importante é não baixar os braços.

      Excluir
  3. Opa, valeu Rofer. Essa edição, promete!

    ResponderExcluir
  4. Olá amigo RoFer,
    É, esta edição favoreceu muita reflexão, mostrando que a realidade é a mesma mundo afora. Como dizem os espanhois: "Mudam-se las môscas, mas la mierda és la mesma!"
    Grande abraço e Bom Fim de semana a todos.
    Sabino

    ResponderExcluir